Saldo da Nota Fiscal Paulistana consulta pela internet

Anúncios

A nota fiscal paulista é um programa gerado pelo Governo do estado de São Paulo, em parceria com a Secretaria da Fazenda com a finalidade de incentivar os consumidores a solicitar após a contratação de um serviço ou compra de um produto a nota fiscal e assim diminuir a sonegação fiscal. Os consumidores podem nota fiscal paulistana consulta para saber informações sobre seu cadastro.

Além disso, para participar desse programa o usuário deve realizar um cadastro prévio no site e todas às vezes que contratar um serviço e efetuar a compra de um produto inserir o CPF ou CNPJ. Com isso, o consumidor ganha uma redução no IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) ou transferência do crédito para a conta-corrente ou conta poupança.

Anúncios

Nota fiscal Paulistana, o que é?

A nota fiscal paulistana é um programa fundado pelo Governo do estado de São Paulo, juntamente com a Secretaria da Fazenda para incentivar as pessoas a realizar a solicitação de nota fiscal no momento que adquiriu um serviço ou produto, e assim diminuir a sonegação fiscal.

Desse modo, os usuários que fazem parte do programa, ao efetuar a contratação de serviço ou compra de um produto recebe de 5% a 30% do Imposto sobre circulação de produtos e serviços (ICMS).

Como funciona a nota fiscal Paulistana?

A nota fiscal paulista funciona da seguinte forma:

  1. Ao  efetuar uma compra de produto ou contratar um serviço o consumidor que faz parte do programa, comunica seu CNPJ/CPF e solicita a nota fiscal;
  2. O vendedor registra o CNPJ/CPF do consumidor e emite a nota fiscal;
  3. Após a empresa realizar o pagamento do ICMS, a Secretaria da Fazenda emite a parcela do imposto ao cliente, que é proporcional ao valor da contratação do serviço ou compra do produto;  
  4. Esse crédito pode ser usado para diminuir o valor do IPVA ou transferido para conta-corrente ou conta poupança.

Por fim, o cliente pode realizar uma nota fiscal paulistana consulta.

Anúncios

Como efetuar um cadastro no programa nota fiscal paulista?

Para efetuar o cadastro no programa nota fiscal paulistana, é necessário:

  1. Inicialmente, entrar a página do programa e clicar em “Novos cadastros”  e selecionar a opção pessoa física ou jurídica;
  2. Em seguida, preencha com as informações requeridas em seu cadastro, e toque em “avançar”;
  3. Por fim, você deve escolher se deseja participar do sorteio Programa Sua Nota Vale 1 Milhão e produzir uma senha.

Feito isso, seu cadastro estará pronto e posteriormente você pode acessar nota fiscal paulistana consulta para ver números de sorteios, acompanhar seu saldo, entre outros.

Benefícios do nota fiscal paulistana

  • O cliente pode ganhar crédito de 5% a 30% do valor da compra;
  • O valor ganho pelo cliente pode ser transferido para uma conta-corrente ou conta poupança ou ser utilizado no abatimento do IPVA;
  • O consumidor também pode optar por doar seus créditos para institutos carentes, que são registrados;
  • O usuário que aceitou participar dos sorteios no momento do cadastro e registrou no programa cada 100,00 reais comprados, concorre a até 1 milhão de reais em dinheiro, que pode ser resgatado com até 5 anos.

Nota fiscal paulistana consulta

Na nota fiscal paulistana consulta, o usuário tem acesso ao resultado dos sorteios, seu cadastro. Para isso, o consumidor deve:

  1. Entrar no site da Secretaria da Fazenda e informar seu CNPJ ou CPF na área em branco e tocar na opção “consultar”;
  2. O usuário será direcionado a outro local no navegador, para entrar no sistema da Nota Fiscal Paulistana;
  3. É necessário clicar na opção “consumidor” e inserir o CPF/CNPJ e sua senha;
  4. Selecione a opção “entrar”.

Além disso, outra forma para efetuar a nota fiscal paulistana consulta, é através do aplicativo que está disponível para android e iOS. Na sua loja de aplicativos você pode baixar, acessar, inserir as informações necessárias e acompanhar seu cadastro e resultado do sorteio.

Como recuperar a senha de acesso ao sistema nota fiscal paulistana?

  1. Inicialmente, você deve acessar o site oficial, selecionar a opção “consumidor” e inserir seu CNPJ/CPF e tocar na opção “Esqueci minha senha”;
  2. Vai aparecer na tela uma mensagem informando que seu acesso está bloqueado, sendo assim, para efetuar o desbloqueio você deve ir a uma unidade Poupatempo que tenha atendimento da Secretaria da Fazenda, Posto Fiscal da Secretaria da Fazenda ou estabelecimento PROCON conveniado ao Estado de São Paulo;
  3. Chegando em alguma dessas unidades, será necessário preencher uma requisição de desbloqueio de senha do programa Nota Fiscal Paulistana;
  4. Para preencher essa requisição é necessário estar com os seguintes documentos: CNH ou RG sendo uma cópia e o documento original e CPF  sendo uma cópia e o documento original. Se os documentos forem enviados por terceiros, a requisição deverá ter empresa reconhecida, mais cópia do CPF e RG.

Como conseguir mais créditos no programa Nota Fiscal Paulista?

No ano de 2017, o programa Nota Fiscal Paulista divulgou que o percentual de crédito a recolher da Nota Fiscal Paulistana, passaria por mudanças. Desse modo, o que antes era 20% de ICMS devolvido ao cliente, após a solicitação de nota fiscal, passou a ser de 5% a 30% de ICMS devolvido ao cliente.

Anúncios

Além disso, alguns setores não produzem créditos na Nota Fiscal Paulista, assim como, outros setores produzem mais crédito na Nota Fiscal Paulista.

  • Os estabelecimentos comerciais de varejo de revestimentos da indústria de construção, telhas, vidros, areia; açougues, estabelecimentos varejistas de jornais, revistas e livros; peixarias são exemplos de setores que produzem créditos de 30% na Nota Fiscal Paulista;
  • Os estabelecimentos comerciais de bijuterias e relógios e varejistas de equipamentos de telefonia são exemplos de setores que produzem créditos de 20% na Nota Fiscal Paulista;
  • Os estabelecimentos comerciais de restaurantes, varejo de bebidas, bares, padaria, lanchonetes e confeitaria são exemplos de setores que produzem créditos de 10% na Nota Fiscal Paulista;
  • Os estabelecimentos comerciais de joalherias, farmácias e floriculturas são exemplos de setores que produzem créditos de 5% na Nota Fiscal Paulista;
  • Os estabelecimentos comerciais varejista de fogos de artifício e tabacaria não produzem créditos na Nota Fiscal Paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *